sábado, 6 de outubro de 2012

Um Cheiro de Vó




Vovinha...

Hoje completaram sete dias da sua volta para o céu. Sete dias... era exatamente esse o período que a senhora passava em casa. Uma semana para cada filho e sua família, o José César e as quatro Marias. Tenho muito orgulho de ter nascido de uma dessas Marias, a Maria do Carmo. Mais orgulho ainda eu sinto em saber de onde ela veio, do amor que ela foi gerada. Meu avô Raimundo e minha avó Rosilda, que saudade do cheirinho de vocês! Eu sei que era essa a sua vontade vó, descansar em paz, como as pessoas costumam dizer. Realmente esse mundo não é para pessoas como você. Mas e a saudade? O que fazer com ela? Ainda não sei o que fazer com a minha, choro toda noite... mas quando sinto ela bater forte, eu rezo, sei o quanto a oração agrada a ti e a Deus. Apesar da saudade, a sensação que eu tenho é que semana que vem a senhora vai chegar aqui para passar a semana com a gente. E tomara que essa sensação não passe nunca vó, assim eu te sinto mais perto. Que continues vindo e transbordando nosso lar de paz e de alegria como era sempre a cada chegada sua. O seu cantinho no sofá, na mesa da cozinha, no jardim do papai, no meu quarto e no meu coração vão continuar sendo seus. Vem sempre que quiser, vó! Agora estais livre das limitações desse mundo... Agradece a Deus por mim, tá? Por Ele ter me dado a oportunidade de conviver com um anjo como você.

Te amo vovinha, até semana que vem...

Um cheiro de vó (como eu costumava dizer)!

domingo, 26 de agosto de 2012

E então descobri que aquele vazio que andava sentindo não era falta de amor, e sim o fato de ter sido tomada por um só, o único que vai me acompanhar por toda a vida: o amor-próprio.

Que assim seja!


sábado, 11 de agosto de 2012

Querida
Não fique assim
Nem sempre a vida é tão ruim
Tem sempre flores, alguns amores
Tem sempre cores, tem sempre sim

Querida
Não adianta fugir agora
E se esconder do que está lá fora
Só por revolta
Enclausurada no seu jardim

Querida
Não tenha medo de expor seus erros
Pois todo mundo tem os seus defeitos
Seus anseios e os seus segredos, desilusão

Pois bem, querida
Não é solução se isolar do mundo
Porque se sabe que, bem lá no fundo,
O que "cê" teme é a solidão.


(Querida - Ana Cristina)

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Duas Noites com Sol...


E quem é fã como eu sabe, certas ocasiões a gente não pode deixar passar. Poderia ficar horas falando dele, do quanto o admiro e o quanto suas músicas me inspiram, tanto que o trecho de uma delas é o título do meu blog... mas vou resumir meu sentimento em um convite: quem puder vá prestigiar esse artista maravilhoso que é Flávio Venturini!

terça-feira, 17 de julho de 2012


Amor é muito mais do que romantismo, sentimentos e sexo. Quando se compreende isso, outros ingredientes também entram na balança como requisito básico: afinidade de idéias, valores e crenças; amizade; lealdade.
Muitos passam toda uma vida sem entender isso e não é por acaso que não param de bater cabeça.
Relacionamentos construídos com base apenas nos hormônios ou em interesses superficiais acabam sempre desabando e deixando muitas marcas. O pior dessa história é que muitos começam tudo de novo da mesma maneira. Não é de se surpreender que os resultados sejam os mesmos...
Quando o tempo passa, a lei da gravidade é implacável. Os hormônios ficam confusos e somente quem construiu em base sólida terá ao seu lado um(a) amigo(a) de verdade para desfrutar do que poucos chegam a conhecer.

(Flávio Augusto da Silva via Geração de Valor)

domingo, 8 de julho de 2012

Hoje eu queria um colo aconchegante e cuidadoso, daqueles que só os recém nascidos tem a sorte de ter. Colo que afaga, expulsa o medo e traz a certeza dos mais velhos de que vai ficar tudo bem. Colo de alguém que não perguntasse o motivo das minhas lágrimas, mas que as deixassem cair até cessar. Colo de quem entendesse o cansaço e a dor de quem perdeu uma batalha, mas que ao mesmo tempo trouxesse a força necessária para levantar e começar denovo, anunciando que dias melhores virão. Colo que recolhesse cada pedacinho meu, desfeito dentro do meu próprio ser e que me fizesse novo, um pouco mais sábio e experiente diante da vida e dos seus desdobramentos. Hoje eu queria um colo que talvez não tenha, mas sei que lá de cima, Ele está olhando por mim e me colocando no colo com suas mãos invisíveis.

terça-feira, 26 de junho de 2012

Jamais Será Tarde Demais


Tarde aí, claro aqui
Tudo é tão calmo quando não se esquece quem se é...
E de onde vêm tanta desilusão?
E sem razão?
Quase partiu daqui certa certeza 

E eu tremi
Você passou por mim
E com seus olhos me disse adeus
Você passou por mim
Quase dizendo "me salve, aqui"
Só sei que jamais será tarde demais
A dor e o temor nunca serão fatais
Cada ferida vai cicatrizar, no mesmo lugar
Uma nova pele vai se formar
O amor pode te tocar
Em qualquer momento
Pouco é eficaz
Muito é fugaz
Se todo instante fosse apenas bom instante
Mas não, todos aqui no imediato exigem tudo
E tudo esgota numa fração de luz
É no escuro que se aprende a ver
E você me viu aqui
E aqui, tudo perdura mais
Toque-me, sinta-me
Toque-me, toque e sinta (que estou aqui)
Eu estou aqui, sempre estarei
Sempre aqui.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Sabe essa alegria que você está sentindo agora?
Silencia!
Segura essa vontade de gritar...
Quem te conhece sabe, só de olhar
Não deixa ninguém ofuscar esse brilho que vejo daqui
Até o espelho te sorri de volta
Bendita felicidade que bateu à sua porta.

sexta-feira, 11 de maio de 2012


Nessa tarde ociosa, entre uma conversa e outra com pessoas queridas, parei para reler meus textos. Nossa... que viagem no tempo. Viajei, de fato.  De 2010 para cá tanta coisa aconteceu. A cada releitura me vi em um lugar diferente, vivendo momentos únicos com pessoas impares. Como é bom registrar! Sentir tudo denovo só fez aumentar o meu desejo de continuar escrevendo, eternizando memórias que me reportam a lugares que não existem no mapa, e a pessoas que talvez só existam na minha imaginação. Confesso que pensei em mudar algumas coisas nessa 'viagem temporal', e me dei conta de que a vida já tinha se encarregado disso.  Aparou meus excessos, desembaçou minhas lentes,  sobretudo fez com que eu reaprendesse a escrever minha história. E o que existe nas entrelinhas do meu pensamento, logo torna-se um texto por aqui. Os tempos são outros e o meu olhar sobre o que passou também. Daqueles primeiros textos para cá, permanecem a inspiração e a certeza de que cada vírgula está no seu devido lugar e que essa história - de amor à vida e as palavras - está muito longe de ter um ponto final.  

quarta-feira, 25 de abril de 2012

É verdade que já terminei relacionamentos por achar que merecia mais e, de fato merecia. Não é prepotência, longe de mim. Só que quando você sabe que vale muito, você passa a não se contentar com pouco, entende? A menos, claro, quando você tá burra, idiota e cega de amor, o que é um caso à parte. (...) Obviamente eu não quero alguém perfeito, me dá tédio só de pensar em alguém fazendo tudo certo sempre. Aprendi a conviver com as diferenças e até a admirá-las. Mas, definitivamente, não aceito ter metade de alguém, ser meio amada, sobreviver de migalhas num relacionamento falido ou fadado a falência. Aliás, não quero ter nem ser de ninguém. Quero algo além desse sentimento de posse, quero a entrega todo dia, por vontade própria. Sem contratos de amor eterno. Que o meu alguém tenha mil defeitos, seja o oposto de todas as minhas idealizações, mas que me ame com o coração e a alma, me respeite, cuide de mim, me proteja. Sem sufocações, sem pressões, um amor leve e sem cobranças. Que a gente não criasse vínculos de dependência, mas que o nosso vício fosse nós. E que seja eterno leve enquanto dure.

E a Tati continua dominando meus posts por aqui...

domingo, 22 de abril de 2012

Mulher não desiste, se cansa. A gente tem essa coisa de ir até o fim, esgotar todas as possibilidades, pagar pra ver. A gente paga mesmo. Paga caro, com juros e até parcelado. Mas não tem preço sair de cabeça erguida, sem culpa, sem ‘e se’. A gente completa o percurso e às vezes fica até andando em círculos, mas quando a gente muda de caminho, meu amigo, é fim de jogo pra você. Enquanto a gente enche o saco com ciúmes e saudade, para de reclamar e agradece a Deus! Porque no dia que a gente aceitar tranquilamente te dividir com o mundo, a gente não ficou mais compreensiva, a gente parou de se importar, já era. Quem ama, cuida. E a gente cuida até demais, mas dar sem receber é caridade, não carinho. E estamos numa relação, não numa sessão espírita. A gente entende e respeita seu jeito, desde que você supra pelo menos o mínimo das nossas necessidades, principalmente emocionais, porque carne tem em qualquer esquina. Vocês nem sempre sabem, mas além de peito e bunda, a gente tem sentimentos, quase sempre a flor da pele. Somos damas, somos dramas, acostumem-se. Mulher não é boneca inflável, só tem quem pode! Levar muitos corpos pra cama é fácil, quero ver aguentar o tranco de conquistar corpo e alma, até o final.


(Desabafo por Tati Bernardi)

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros, quando escuto uma voz, quando me lembro do passado, eu sinto saudades...
Sinto saudades de amigos que nunca mais vi, de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...
Sinto saudades da minha infância, do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro, do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...
Sinto saudades do futuro, que se idealizado, provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser...
Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei.
De quem disse que viria e nem apareceu; de quem apareceu correndo, sem me conhecer direito, de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.
Sinto saudades de coisas sérias, de coisas hilariantes, de casos, de experiências...
Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia e que me amava fielmente, como só os cães sabem fazer.
Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que, não sei onde, para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi.

-Clarice

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Aprendizado

Chega um momento na vida em que estamos tão calejados de algumas situações que nem nos abalamos mais... Hoje está sendo um desses dias propícios a reflexão e ao amadurecimento. Li umas poucas frases pela manhã e instantaneamente fiz uma retrospectiva de alguns fatos vividos. Constatei o quanto poderia ter evitado alguns "calos". Tenho visto tanta coisa que me deixa triste e paralelamente sendo surpreendida de forma positiva por pessoas de quem eu não esperava tanto... Maravilha de seres humanos! Tão inconstantes e tão apaixonantes ao mesmo tempo. Estamos longe de qualquer perfeição, somos imperfeitos e não há o que contestar, porém, isso não nos permite acumular consecutivos motivos da tristeza de alguém. Você já parou para se perguntar quantas vezes é ou já foi motivo da tristeza de alguém? (...) Aonde foi parar o amor, a amizade, o respeito? Consideração eu até deixaria de fora dessa lista porque essa aí realmente poucos conhecem. Me entristece ver como as pessoas se perdem no caminho... Amizade é falar a verdade mesmo que doa, é tornar doce as palavras por mais amarga que uma situação seja. Amar é permitir que o amor se transforme em outros sentimentos, é saber dar valor a cada serzinho que contribuiu nesse caminho que traçamos. E aonde foram parar essas coisas? Sempre que algum sentimento ruim cogita ocupar meus dias, desejo infinitas vezes mais sentimentos bons para mim e para as pessoas que possam vir a ser emissoras dessas energias. Sei o quanto preciso melhorar e, mais ainda, sei o quanto dou o meu melhor quando me permitem ser; ser amiga, ser amável, ser verdadeira. Queria estar mais alerta as armadilhas da vida, as palavras que são ditas sem verdade, aos momentos que deveriam ser ou ter sido de amor e não foram. Que meus olhos fiquem atentos e que meu coração não se engane.

sexta-feira, 16 de março de 2012



A vida sem freio me leva, me arrasta, me cega
No momento em que eu queria ver
O segundo que antecede o beijo
A palavra que destrói o amor
Quando tudo ainda estava inteiro
No instante em que desmoronou
Palavras duras em voz de veludo
E tudo muda, adeus velho mundo
Há um segundo tudo estava em paz
Cuide bem do seu amor
Seja quem for
Cuide bem do seu amor
Seja quem for...
E cada segundo, cada momento, cada instante
É quase eterno, passa devagar
Se o seu mundo for o mundo inteiro
Sua vida, seu amor, seu lar
Cuide tudo que for verdadeiro
Deixe tudo que não for passar

Palavras duras em voz de veludo
E tudo muda, adeus velho mundo
Há um segundo tudo estava em paz
Cuide bem do seu amor
Seja quem for
Cuide bem do seu amor
Seja quem for...
Nunca fez tanto sentido.

domingo, 11 de março de 2012

sábado, 3 de março de 2012

Celebrando a vida

Celebrar o nascimento de alguém nada mais é que celebrar o dom da vida com toda a sua simplicidade e complexidade. Dom divino, sagrado, dado por Deus e que nenhum homem ou mulher no mundo tem o direito de violar, ainda que tentem, ainda que o façam. De uns anos pra cá tenho celebrado não só o nascimento dele, como também a oportunidade que tive de conhece-lo, vê-lo crescer, amadurecer... Ele de quem eu sinto uma saudade enooorme, que está a 3.193 quilômetros de distância de mim mas que eu sinto como se estivesse aqui, já que faz parte da minha vida a quase nove anos. Ele que eu conheci ainda moleque, se tornou um homem digno aos meus olhos, mais que isso, digno da minha espera. E eu espero... espero que ele tenha uma fé imensa em dias melhores, que não o falte saúde para construir a vida que deseja, que se liberte de qualquer mágoa que possa ter em relação as pessoas, que alimente todos os dias o corpo e a alma de sentimentos bons, que continue sendo o cara de poucos porém bons amigos, que nunca perca o poder de me chatear e fazer rir em seguida, que amadureça antes dos trinta (ahhh), que o Heitor não demore a chegar e mude o conceito dele em relação a família e que ele seja imensamente feliz! Ele estando feliz, provavelmente eu também irei estar. 

Amo você para o resto da vida e mais seis meses!

Feliz Aniversário.


We might be apart but I hope you always know

You'll be with me wherever I go  

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Muitas vezes, a felicidade incomoda os tristes; o sucesso incomoda os que lutam sem resultados; os que amam incomodam os que se decepcionaram e os que sonham incomodam os que perderam a esperança.
Se você é parte do grupo que está incomodando, não se abata com as críticas. Desfrute de suas conquistas!
Se você é do grupo que fica incomodado, saiba que você também nasceu pra viver muitos momentos felizes, nasceu pra vencer, pra amar e sonhar. Suas decepções podem ter lhe tirado a alegria por algum momento, mas elas não tem, a menos que você permita, o poder de roubar o seu futuro. 
Ainda há muito água pra correr e sempre é tempo de recomeçar.



(Flávio Augusto da Silva via Geração de Valor)

domingo, 5 de fevereiro de 2012

É extremamente inspirador estar no meio de pessoas que compartilham da mesma fé que você. É essencial, indispensável a nossa passagem aqui na Terra, acreditar que existe um Deus, uma força maior que move o mundo com uma mão invisível e que foge de qualquer explicação racional. Sou católica, porém acredito que Deus é um só, independente da religião. Quem o conhece sabe que não cabe a nós limita - lo em sua imensidão. Nesse sábado, conheci uma Célula da Comunidade Evangélica Integrada da Amazônia (CEIA). Pra quem não sabe, Célula é a denominação dada a um grupo de pessoas que se reúnem para evangelizar, confraternizar e que estão comprometidos com o propósito da sua igreja. Já tinha ouvido falar mas não tinha ideia da atmosfera de fé que envolve essas reuniões. Fui acolhida de uma forma ímpar, compartilhei momentos de muita fé com aquelas pessoas e precisava escrever o quanto fiquei feliz em ver que, através dos ensinamentos cristãos, aqueles jovens estão buscando a santidade. E é isso que devemos fazer diariamente, ao invés de seguir os ensinamentos dos homens, seguir ao único Deus que se fez homem para nos salvar, para mostrar que é possível ser como Ele foi. Sinceramente não importa se a minha fé incomoda a algumas pessoas, se falar de Deus me torna uma pessoa atípica. Através da oração, peço três vezes mais para que essas pessoas sejam tocadas e conheçam o poder da fé e a sensação maravilhosa que é estar em comunhão com Deus. Meu grande desejo é que crianças, jovens e adultos não se percam nesse mundo que não é o nosso e que busquem ser melhor a cada dia, assim como Jesus foi. Digo e repito sempre, meu mundo não é aqui e o seu também pode não ser, basta você buscar ser menos um nas estatísticas dos que se limitam ao que esse mundo tem a nos oferecer. Trazendo um jargão muito usado pelo administrador Flávio Augusto da Silva pra cá, termino o meu texto como ele geralmente termina alguns dos seus:

Pense fora da caixinha!

Tenho orgulho de ser cristã.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

O Ano Novo já começou para você?

"Ninguém coloca vinho novo em barris velhos; porque, de fato, o vinho novo arrebenta os barris velhos, e se derrama, e os barris se perdem. Vinho novo deve ser colocado em barris novos."  
(Lucas Cap. 5, v 37-39)


Fecham - se ciclos, viram - se páginas, é exatamente assim que tem que ser. Na noite do Reveillon, lendo algumas mensagens que recebi, com palavras de carinho e votos de felicidade, amor e paz, só pude desejar uma coisa à aquelas pessoas que me escreveram: que a fé e o otimismo contidos naquelas palavras os acompanhassem pelos 365 dias do ano. A verdade é que um ano começa mas, por vezes, ficamos presos as frustações do ano que terminou. E 2012 está aí, cheio de páginas em branco esperando para serem preenchidas. Velhos pensamentos que nos entristecem devem ser substituidos por pensamentos positivos, Pedro Siqueira já dizia que não há espaço para essas duas coisas em nossas mentes, que precisamos nos renovar completamente. Passados alguns dias do início do ano, finalmente a pergunta lá de cima teve resposta pra mim... e o processo de renovação começou. Mesmo que não tenha sido da forma que eu esperava, é bom lembrar que nem sempre o nosso tempo é o tempo de Deus. As nossas vontades são meros espelhos dos nossos desejos e podem não ser o melhor pra gente. O cara lá de cima não nos tira as coisas ou as pessoas, Ele nos livra delas... e tudo vai sarar no tempo certo. "O sustento das minhas asas Deus dará (...) Meu coração Ele vai preencher, vida nova no Senhor vou receber." 

Que assim seja!